O Uso de Containers na Construção Civil

Em um mercado cada vez mais diversificado e exigente, a utilização de containers na construção civil vem para solucionar problemas de sustentabilidade, rapidez e baixo custo trazendo grandes benefícios à sociedade.

Containers na construção civil

A utilização de ​containers na construção civil ​é realidade em todo o mundo e no Brasil vem crescendo e ganhando grande popularidade.
Essa popularidade se dá principalmente pela sustentabilidade, rapidez, baixo custo e designer moderno.

Esses aspectos são fundamentais para quem vai construir.
É um sistema inovador e com altíssimo potencial construtivo que, inclusive, aceita a mesclagem com outros materiais.
Os containers são feitos de aço Corten (material 75% mais resistente do que o aço comum), o que lhes proporciona uma vida útil de mais de 100 anos com manutenções básicas.
E há grande disponibilidade desses módulos, pois devido ao alto custo de transporte para o retorno dos containers para seus países de origem, eles acabam abandonados nos portos de todo o mundo.
A mobilidade dos containers é fundamental para a construção civil, pois sendo modulares, leves e fáceis de transportar, podem ser colocados lado a lado ou sobrepostos de diversas maneiras, tornando sua construção única.

E se você precisar mudar de endereço pode levar seu imóvel.
Você pode construir, kitinetes, casas, mansões, escritórios, escolas, hospitais, enfim, com eles podem ser realizadas quaisquer tipos de construção.
A praticidade também é um grande diferencial, pois sua casa chegará prontinha no seu endereço, inclusive com as instalações elétrica, hidráulica e sanitária.
Veja a seguir o que são containers.

O que são containers?

Containers são grandes caixas (quase cofres) feitos de aço, alumínio ou fibra, com estrutura muito forte e resistente para o transporte de todo tipo de mercadorias através dos mares, sofrendo diversos tipos de intempéries da natureza.
Sua vida útil no transporte marítimo é de 8 a 10 anos, sendo depois disso descartados.

Por serem estruturas muito resistentes, modulares e leves, se adequam perfeitamente à construção civil.

Tipos de containers utilizados na construção civil

Existem vários tipos de containers. Cada tipo construído para o transporte de produtos específicos.

Mas os mais utilizados na construção civil são:
-- Dry,​ é o mais utilizado, sendo necessária a aplicação de revestimentos térmico e acústico.
-​- Reefer​, é um container frigorífico, usado para o transporte de produtos que necessitam de resfriamento ou congelamento.
O container Reefer já vem com os revestimentos termo-acústicos originais de fábrica e acabamento interno em inox.
Ambos têm a opção ​High Cube,​ que tem 50 cm a mais na altura, uma opção importante para quem deseja um pé direito mais alto.
Tanto o Dry quanto o Reefer têm nas medidas de 20 e 40 pés.
O de​ 20 pés​ tem medidas ​externas: 2,438 metros de largura x 6,058 metros de comprimento x 2,591 metros de altura.
O de ​40 pés​ tem medidas externas : 2,438 metros de largura x 12,192 metros de comprimento x 2,591 metros de altura.
O high Cube tem as mesmas medidas de largura e comprimento, mas com altura de 2,896m.
A escolha dos tipos e tamanhos se dará em função do seu projeto.
Veja​ aqui​ alguns exemplos de projetos.
Claro que em função do container Reefer já vir com os revestimentos termo-acústicos seu custo é mais alto.
Em contrapartida no container Dry será necessário fazer os revestimentos.
Então há a necessidade de se avaliar qual será mais vantajoso.

Containers na construção civil e a sustentabilidade

Somente pelo uso de containers sua construção já seria sustentável, mas se você quiser torná-la ainda mais “amiga da natureza” pode incluir outros projetos.
A inclusão de projetos de produção de energia solar, de captação de água das chuvas, de reutilização da água, de telhado e muro verde darão à sua construção grande participação na sustentabilidade, tornando sua construção diferenciada. Para tornar sua construção ainda mais sustentável, seu engenheiro ou arquiteto, deverá fazer antes o estudo do terreno para definir a posição das aberturas (utilizando-se da ventilação cruzada) e também de vidros para o aproveitamento da luz natural.

Com isso reduzindo ou até eliminando o uso do ar-condicionado.
Todos esses fatores tornarão sua obra econômica também a longo prazo.
Outro ponto para a sustentabilidade é a fundação, que não necessita de aterramentos e terraplanagem, não interferindo no lençol freático e na permeabilidade do terreno.
Como são modulares e leves, os containers podem ser apoiados em sapatas.
E por último, mas não menos importante está a questão da​ não​ utilização de recursos naturais como areia, tijolos, cimento, brita, madeira e água e da geração de resíduos que é praticamente zero.

Containers na construção civil: custo-benefício

A utilização de containers na construção civil gera grande custo-benefício por ser um material mais barato e pela rapidez da entrega.
É um material estruturalmente pronto, devendo ser feitas as adequações (recortes, colocação das aberturas) necessárias para o projeto.

A rapidez se dá em função do projeto ser realizado por empresa especializada e em ambiente controlado, não sofrendo atrasos devido a mudanças climáticas.
O custo de um projeto em containers fica em torno de 35% mais barato do que o mesmo projeto em alvenaria.

A construção com containers agrega valor e grande diferencial ao seu imóvel.

Containers na construção civil e designer

Numa construção em containers você pode utilizar todo tipo de material para os acabamentos e decoração, pois eles são muito versáteis.
Você pode deixar sua construção com aparência mais rústica utilizando materiais recicláveis nos acabamentos e móveis, como madeira de demolição, pallets, bamboo, etc, ou pode dar um visual moderno com revestimentos (as opções são muito grandes) e móveis planejados que lhe darão grande funcionalidade e ampliação do espaço.

Mas se você quiser um estilo industrial é só não utilizar nenhum revestimento, deixando o container bruto.
Como você pode ver, são muitas as vantagens de se utilizar containers na construção civil.

Compartilhe